Aprovado estatuto que regula ações da Câmara do Turismo do Sertão

Postado em 01/09/2017 7:18
turismo
Representantes do poder público, entidades da iniciativa privada e sociedade civil aprovaram o ‘Estatuto da Câmara Técnica Caminhos do Sertão’ nesta terça-feira (29), em Alagoinhas, na região nordeste da Bahia. A câmara turística compreende os municípios de Adustina, Aramari, Araci, Banzaê, Canudos, Cipó, Conceição da Feira, Euclides da Cunha, Feira de Santana, Itapicuru, Irará, Monte Santo, Santa Bárbara, Sítio do Quinto e Tucano. A iniciativa tem o apoio da Secretaria do Turismo do Estado (Setur).
Durante a reunião realizada nesta terça (29), na Fundação Iraci Gama, o diretor de Regulação e Certificação dos Serviços Turísticos da Setur, Divaldo Borges, destacou a importância do estatuto. “É imprescindível que as ações da câmara estejam ajustadas ao estatuto que estabelece sua missão, finalidade, direitos e obrigações, dentre outros aspectos”, afirmou.
Instituídas pela Lei Estadual do Turismo, as câmaras das zonas turísticas são instâncias de governança que têm como objetivo articular o desenvolvimento do setor. Também cabe a elas promover a elaboração ou adequação de planos de desenvolvimento do turismo e acompanhar a implantação de projetos de Turismo. “O trabalho conjunto entre setor público e iniciativa privada propicia maior resultado para o plano de fortalecimento das regiões turísticas”, disse Divaldo Borges.
Zona turística que agrega grande potencial para o turismo nos mais diversos segmentos, os Caminhos do Sertão têm como destaques estão o Turismo Religioso, em Monte Santo e Serrinha, onde é realizada, há quase 90 anos, a Procissão do Fogaréu.

Secom

Comentários: