Bahia • Vale a pena dividir a hospedagem entre Trancoso e Santo André, na Bahia?

Postado em 25/09/2018 8:49

Trancoso e Santo André são dois destinos paradisíacos próximos de Porto Seguro, na Bahia. Apesar de existirem vários vilarejos na região, escolhemos estes dois por serem locais badalados, de fácil acesso, destinos de muitas celebridades e que, por isso, despertam o interesse de diversos viajantes.

Em Trancoso, dividimos a estadia entre dois lugares: a charmosa Pousada Capim Santo, localizada próxima ao Quadrado, e o animado all-inclusive Club Med Trancoso.

Em Santo André, a escolha foi fácil, pois o hotel Campo Bahia tem um reinado absoluto na região como um dos melhores e mais luxuosos não apenas da Bahia, como também do Brasil. Em cada local ficamos 2 noites e comentaremos agora sobre a nossa experiência.

Valeu a pena dividir a hospedagem em Trancoso?

Na nossa opinião, valeu a pena sim. Nos primeiros dias, pudemos explorar o Quadrado e conhecer a belíssima Praia dos Coqueiros, tudo a uma pequena caminhada de distância a partir da Pousada Capim Santo. Além disso, conseguimos conhecer os restaurantes locais, dentre eles o da própria Pousada Capim Santo, que é simplesmente imperdível. Apesar do Quadrado em si não demandar mais do que algumas poucas horas para ser explorado, acreditamos que uma noite a mais na Capim Santo teria sido interessante, pois poderíamos ter visitados algumas outras lojas e tido outras experiências gastronômicas.

A mudança para o Club Med Trancoso foi uma decisão acertada, pois ficamos 2 noites em um esquema de pura tranquilidade, comendo e bebendo à vontade, e com uma estrutura de lazer completíssima. Para quem está viajando com crianças, sugerimos incluir pelo menos duas noites neste hotel, pois os G.O.’s (Gentis Organizadores) são ótimos e coordenam diversas atividades estimulantes. O Davi de 7 anos, que estava conosco, não parou nem por um segundo e adorou a programação. A praia do Club Med Trancoso não é tão bonita, mas é totalmente privativa, sendo um ótimo local para relaxar.

Foram dois hotéis com propostas diferentes, mas ao mesmo tempo complementares, principalmente para quem está viajando com os filhos. E exatamente por isso, entendemos que a mudança de hospedagem deixou a viagem mais interessante.

Depois do movimento do Quadrado e de uma programação mais agitada no Club Med, a mudança para o Campo Bahia nos proporcionou o descanso e relaxamento para finalizarmos em grande estilo nosso período de férias. Foram apenas dois dias no Campo Bahia, mas a sensação é que ficamos lá mais de uma semana, pois ao final da estadia estávamos com as energias totalmente renovadas. O fato do Campo Bahia ser pequeno em dimensões, mas possuir uma grande oferta de opções de lazer e uma gastronomia de altíssima qualidade, fez com que em momento algum quiséssemos sair do hotel.

Portanto, caso você queira terminar a viagem com uma experiência diferenciada e exclusiva, sugerimos incluir 2 ou 3 noites no Campo Bahia, pois será inesquecível.

Conclusão

As distâncias no sul da Bahia não são grandes, mas as estradas precárias e balsas exigem várias horas para deslocamentos de poucos quilômetros. Dessa forma, melhor do que criar uma base e fazer bate e volta, entendemos ser mais interessante mudar de hotel, priorizando locais que ofereçam não apenas conforto, mas também experiências distintas.

Boa viagem!

R7

Comentários: