Balé Jovem de Salvador apresenta 4 coreografias no projeto Vila na Copa e Cozinha do Teatro Vila Velha

Postado em 11/07/2018 9:31
Nos dias 13 e 14/07, às 20h, o Balé Jovem de Salvador (BJS) apresenta 4 coreografias, na sala principal do Teatro Vila Velha, integrando o projeto Vila na Copa e Cozinha. Ingressos: R$ 20,00 (inteirae R$ 10,00 (meia). À venda na bilheteria e no site teatrovilavelha.com.br 
Eleuther”. A partir de uma pesquisa em torno da cultura portorriquenha e seu símbolo nacional – um minúsculo sapo que emite um som característico – surge uma obra de Matias Santiago que retrata o desejo de um povo em emancipar-se.
 
O corpo e a cidade”. Versão do projeto NOCORPODACIDADE, conjunto de performances realizadas pelo BJS em monumentos de Salvador. Com autoria de Matias Santiago, a coreografia é uma proposta artística que ressalta a importância do patrimônio cultural soteropolitano para a compreensão do que é a cidade.
 
Nos acréscimos”. O amor do brasileiro pelo futebol e, em particular, pela seleção brasileira é retratado na coreografia de Ana Karla Sampaio que também traz uma reflexão sobre conchavos e o abandono que a CBF promove ao vender resultados contra os brasileiros.
 
Outras Dinâmicas” – Concepção de Matias Santiago, a coreografia faz uma reflexão sobre o momento presente de reorganização da lógica do poder no Brasil. Mais uma vez o corpo brasileiro é atravessado e o que se desdobra é um movimento brusco, reprimido, manipulado. Um manifesto do corpo cansado e sem voz (ou rouco de tanto gritar) num plenário esvaziado de verdade e realidade.
 
Balé Jovem de Salvador apresenta 4 coreografias no Vila na Copa e Cozinha
Onde: Teatro Vila Velha – Av. Sete de Setembro, s/n – Passeio Público – Campo Grande, Salvador/BA.
Dias 13 e 14/07
Horário: 20h
Ingressos: R$ 20,00 (inteirae R$ 10,00 (meia)
À venda na bilheteria do Teatro e no site teatrovilavelha.com.br 
Contato: (71) 3083-4600
 
Balé Jovem de Salvador
Criado em 2007 por Matias Santiago, o Balé Jovem de Salvador é uma companhia de dança juvenil com o propósito de promover a capacitação profissional de jovens bailarinos, contribuindo para a promoção de artistas locais no mercado de trabalho da dança. O BJS também contribui com o desenvolvimento da cena artística local ao promover a qualificação técnica e estética dos novos agentes da dança, no que compete à ampliação da economia criativa e também do público apreciador desta linguagem.
 
O Teatro Vila Velha tem o apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.
 
Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.

Comentários: