Bate-papo jornalístico dá o tom na primeira mesa do sábado na Flica

Postado em 07/10/2017 6:37
IMG-20171007-WA0061

Na manhã de sábado (07), a Flica foi marcada pelo tempero jornalístico. Francisco José e Ricardo Ishmael participaram da mesa “Entre a notícia e a ficção: limites, contrapontos e narrativas possíveis”, com mediação de Zulu Araújo. Eles são destaques na TV, conhecidos por percorrer seus estados apresentando diferentes realidades. A Festa Literária Internacional de Cachoeira – Flica está sétima edição e com programação até domingo (08).

Os jornalistas conversaram sobre do processo da escrita jornalística e literária. Ricardo Ishmael está lançando seu primeiro livro de contos inspirados no sertão nordestino. “O Curioso Destino de Rita Quebra-Cama” reúne sete contos de ficção e aborda temas que vão desde a seca até as lendas urbanas, passando por questões como disputa pela posse de terras, dilemas de família, relações amorosas.

Francisco José, tem mais de duas mil reportagens pelos cinco continentes, em 41 anos como repórter da televisão e finalista do Prêmio EMMY, o Oscar da televisão mundial. Autor do livro “40 Anos no Ar”, livro com toda a renda destinada à Fundação Terra, uma entidade assistencial sem fins lucrativos, que mantem hospitais, creches, escolas, abrigos, nos sertões de Pernambuco e do Ceará.

Juntos, traçaram um panorama do jornalismo atual e de seus escritos, já que são jornalistas com alma de escritores que ultrapassam as fronteiras de suas pautas diárias. A mesa seguiu de forma bem descontraída com relatos de coberturas jornalísticas e da forma como se descobriram escritores.

O sábado na Flica segue com mais três mesas, “Verbos implacáveis, surtos criativos, angústias favoritas” com a youtuber Jout Jout, “Escrita de resistência contra quem deseja sufocar a nossa voz”, com Minna Salami (Finlândia/Nigéria) e Cidinha da Silva, e fecha com Paulina Chiziane (Moçambique) e Elisa Lucinda na mesa “A máxima potência que habita as palavras”.

Jout Jout
Desde quinta-feira (05), Cachoeira está repleta de moradores e turistas pelas ruas, mas este sábado a cidade ganhou ainda mais pessoas, a fila para a sétima mesa da Festa Literária Internacional de Cachoeira – Flica, marcada para 14h, começou a ser formada as 12h com um público ansioso para ver a youtuber Jout Jout.
Mesmo com seu público formado por jovens entre 18 e 35 anos, a plateia do Clastro estava recheada de adolescentes, jovens e adultos de todas as idades. A mesa intitulada “Verbos implacáveis, surtos criativos, angústias favoritas”, mediata por Tia Má, personagem da internet da jornalista Maíra Azevedo, superou as expectativas de público dos organizadores do evento.
Jout Jout é considerada uma das maiores influenciadoras digitais do país, dona de um jeito simples e até tímido de falar, a youtuber discute temas como feminismo, empoderamento, liberdade, racismo, relacionamentos, amor e política. Tia Má também é conhecida por suas lutas e militância nesses temas, sendo um dos principais nomes da internet na Bahia e faz parte do time de parceiros do programa Encontro com Fátima Bernardes, na Rede Globo.
O bate-papo rolou solto entre as amigas, de forma leve e descontraída, temas bem polêmicos foram abordados e debatidos entre as convidadas e a plateia. Jout Jout também falou do seu processo de escrita, já que acabou de lançar o livro “Tá todo mundo mal”, dos filtros que coloca em seus textos e da dificuldade de falar de coisas que não viveu, já que seu público pede vídeos com temas bem diversos.
Mesmo estando na condição de mediadora, Tia Má também respondeu diversas perguntas da plateia e contou um pouco de como começou a ingressar nesse mundo dos youtubers. As duas concordam que seus vídeos tem modificado a vida das pessoas, pois esse feedback é constante nas redes sócias e nas ruas. “Quando você faz vídeos e escreve livros e aquilo transforma as pessoas em algum aspecto, é sinistro isso”, comentou Jout Jout do seu jeito bem moleca de ser.

Serviço
​Festa Literária Internacional de Cachoeira – Flica 2017
​Quando: ​5 a 8 de Outubro
Onde: Cachoeira/Ba

Comentários: