Bridgestone investe em tecnologias para trazer melhorias

Postado em 01/11/2017 7:33
Bridgestone

A fabricante de pneus Bridgestone investe em tecnologias para trazer melhorias aos motoristas. Segundo a marca, o time de engenharia da Bridgestone trabalha intensamente para criar pneus mais leves que reduzem o peso do veículo e que usem menos matéria-prima, reforçando o cuidado da empresa com o meio ambiente.

De acordo com a Bridgestone, a empresa investe também em tecnologias para criar produtos de borracha mais sustentáveis e novas fontes renováveis de borracha natural, como o da planta guaiúle. O diretor de Vendas da Bridgestone, Renato Baroli, lista algumas tecnologias que revolucionaram o mercado de pneumáticos nos últimos anos e trouxeram grandes benefícios para diferentes perfis de consumidores:

Pneus Run Flat

Os pneus Run Flat possuem borracha reforçada na lateral para garantir que, mesmo depois de uma perfuração, eles mantenham a forma, permitindo que o condutor dirija até 80 quilômetros de distância a uma velocidade de até 80km/h, até que seja possível realizar a troca do pneu. “Este é um exemplo emblemático justamente porque esta tecnologia permite maior segurança para o condutor e para os passageiros do veículo, já que eles não precisam parar e descer imediatamente após uma perfuração, podendo escolher o local mais adequado para realizar a substituição”.

Cooling Fin

“Usada no segmento comercial urbano e nos pneus para caminhões e ônibus, a tecnologia exclusivaCooling Fin possibilita que haja uma dissipação de calor mais eficiente e consequentemente uma maior durabilidade da carcaça, contribuindo para múltiplas reformas”, diz Baroli.

Linha Ecopia

Para Baroli, a inovação tem que caminhar de mãos dadas com a sustentabilidade. Por isso, a Bridgestone desenvolveu uma linha de pneus batizada de Ecopia. Esses pneus são projetados com materiais que minimizam a resistência ao rolamento, aumentam a eficiência energética e ajudam a diminuir a emissão de dióxido de carbono (CO2). “Os pneus Ecopia são projetados com alto investimento em tecnologia de materiais que minimizam a resistência ao rolamento e aumentam a eficiência energética sem sacrificar a durabilidade”, explica.

CAIS

A Bridgestone Corporation desenvolveu uma nova tecnologia para estimar o desgaste dos pneus. Baseado no conceito inovador denominado CAIS (Contact Area Information Sensing ou sensoriamento de informações da área de contato), a tecnologia permite ao usuário identificar o momento mais adequado para a substituição dos pneus. “Com o passar do tempo, os pneus começam a ficar desgastados. Com isso, sua capacidade de tração em pisos molhados pode diminuir. A nova tecnologia utiliza sensores ligados ao interior dos pneus para obter informações sobre as alterações na banda de rodagem durante a condução do veículo. Ao analisar essas informações, o dispositivo realiza uma estimativa em tempo real das condições de desgaste do pneu”.

Tirematics

As inovações não ficam restritas apenas aos veículos de passeio. A tecnologia serve para monitorar em tempo real as condições de pressão e temperatura dos pneus dos ônibus para assim evitar problemas e eventuais atrasos no itinerário que é parte fundamental de uma mobilidade urbana eficiente. “Por meio do monitoramento, é possível antecipar problemas relacionados à pressão inadequada mesmo com o ônibus em movimento. Caso alguma anormalidade seja detectada, o sistema informa automaticamente, por meio de um alerta para tablets, smartphones, SMS e e-mail, tanto o supervisor das operações, como também o próprio motorista”, finaliza Renato Baroli.

R7

Comentários: