Colômbia calcula que 500 bebês nascerão com microcefalia devido ao Zika

Postado em 26/01/2016 4:18

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, informou nesta segunda-feira (25) que o governo estima que 500 bebês podem nascer com microcefalia no país devido ao Zika vírus, assim como prevê um número similar de pessoas podem nascer com a síndrome de Guillain-Barré. “As estimativas são que teremos na Colômbia 600 mil casos de Zika no transcurso desta epidemia. Desses 600 mil casos, calcula-se que as consequências serão 500 casos de recém-nascidos com microcefalia e 500 casos de pessoas com Guillain-Barre”, afirmou. Santos ainda lembrou a recomendação às gestantes para que “não viajem para as áreas atingidas pelo vírus, que se mantenham longe dos lugares onde há focos do mosquito e usem repelente”. Em resolução emitida no início do mês, o Ministério da Saúde colombiano aconselhou que as mulheres “evitem engravidar” neste momento. O presidente acrescentou ainda, segundo o site Terra, que o ministro da Saúde, Alejandro Gaviria, iniciará nesta terça (26) uma viagem pelo país para fortalecer a prevenção e o controle da zika. Até o momento, a Colômbia registrou 13.531 casos de infecção pela doença. “Na Colômbia, 175 municípios já registraram casos comprovados do Zika vírus, e o foco será em 60 municípios, particularmente nas regiões mais quentes”, alertou Santos.

Bahia Notícias

 

Comentários: