Confira os serviços disponíveis para ajudar o Folião no Carnaval de Salvador

Postado em 03/02/2016 9:13

O Carnaval é uma época de festejos, de muita alegria, e, principalmente de muita folia nos circuitos tradicionais Dodoô (Barra-Ondia), Batatinha (Pelourinho) e Osmar (Campo Grande), entre outros pontos importantes da cidade. A prefeitura e o governo do estado vão ajudar o folião a aproveitar essa especial época do ano. Ou seja, aqui será possível ver como se deve proceder caso perca um filho, caso seja roubado ou caso tenha algum problema de saúde.

Saúde: Para garantir o atendimento à saúde dos foliões, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), disponibilizará estrutura com 11 módulos assistenciais (postos de saúde) funcionando 24 horas nos três circuitos oficiais. São 156 leitos no total para atendimento, sendo 11 leitos tipo UTI e retaguarda de atendimento do SAMU 192 e unidades de emergência/hospitais. Os postos tipo IV, com capacidade para 20 leitos, serão instalados em locais de maior concentração de foliões e, consequentemente, ocorrências. O tipo III oferecerá 15 leitos, o tipo II 10 leitos e o tipo I cinco leitos. Todos contarão com um leito de estabilização, com equipamentos de suporte avançado.

Assistência Social: A cargo da Secretaria Municipal de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps), o serviço de assistência social para garantia dos direitos dos cidadãos durante a folia conta com 14 equipes de abordagem do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), sendo um técnico e dois educadores sociais por equipe, num total de 28 educadores e 14 técnicos. Para acolhimento de crianças em risco ou situação de trabalho infantil, são disponibilizados quatro centros de convivência temporária, localizados na Creche do Calabar, ao lado da Base Comunitária da PM; no Colégio Estadual Mário Augusto Teixeira de Freitas, na Mouraria; no Colégio Estadual Wilson Lins, em Ondina; e no Colégio Estadual Senhor do Bonfim, nos Barris. Também haverá uma equipe de abordagem à população em situação de rua, com um técnico e três educadores. As pessoas nessa situação que necessitarem de auxílio serão encaminhadas para o Centro Pop Baixa dos Sapateiros, localizado na Rua José Joaquim Seabra, s/n, que funciona das 7h às 19h. Já os Conselhos Tutelares atuarão em quatro postos, localizados na antiga sede da Semps, na Rua Chile; no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), nos Aflitos; na Escola Santa Terezinha, no Chame-Chame; e na sede do Conselho Tutelar da Boca do Rio, na Rua Clemente Mariane.

Documentos perdidos :Os documentos encontrados pela Polícia Militar nos circuitos do carnaval serão cadastrados e devolvidos ao seu titular. O cidadão pode verificar através do site da PM se o seu documento foi localizado. Os documentos serão devolvidos a partir da primeira segunda-feira após o Carnaval no SAC do Shopping Barra e estarão disponíveis para a retirada durante 30 dias. Após este período, serão encaminhados para os órgãos expedidores. Já o turista poderá reaver seu documento perdido no período do Carnaval no Quartel do Comando Geral da PM, Largo dos Aflitos.

Ordem Pública: A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) vai atuar nos circuitos da festa com 1.600 profissionais nos serviços de iluminação pública, ordenamento de ambulantes e salvamento marítimo. Serão 17 postos operacionais, sendo 15 para fiscalização e Guarda Municipal e dois para atuação dos agentes da Coordenadoria de Salvamento. O órgão instalou 18km de iluminação complementar, com 2.700 projetores de 400 a 1000w e 3.200 luminárias “low by” (alta luminosidade). Para o ordenamento do comércio de rua foram emitidos quatro mil licenciamentos, gerando 16 mil postos de trabalho para ambulantes. Os comerciantes informais terão como serviço de apoio três pontos de chuveiros, localizados no Politeama (nas imediações do Orixás Center), na Barra (Avenida Centenário) e Ondina (Avenida Adhemar de Barros). Para garantir a segurança do banho de mar dos foliões, a Salvamar contará com 236 agentes, distribuídos em 57 postos de salvamento nas praias e em outros dois estandes fixos. Do total, 50 postos estão localizados entre as praias do Jardim de Alah e Ipitanga, e mais sete postos nas praias da Barra e Ondina.

Logística da Polícia Militar: Ao todo, 85 mil kits lanche, mais de 90 mil refeições e 768 mil copos de água serão distribuídos aos policiais militares empregados na Operação Carnaval. Setenta e oito ônibus, 1.765 sanitários químicos, mil detectores de metais e 259 estruturas provisórias estarão disponíveis para suporte à tropa nos dias de folia. Também foram montadas sete bases de alojamento para acomodar os quase três mil policiais militares que virão do interior para reforçar o policiamento ostensivo dos circuitos.

Corpo de Bombeiros: Durante a folia, o Corpo de Bombeiros vai desenvolver ações de combate a incêndios, busca e salvamento, atendimento médico pré-hospitalar, além de atendimento a ocorrências com produtos perigosos.

Limpeza: A atuação da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) contará com 3.161 colaboradores e 190 veículos dentre caminhões, carretas-pipa, caminhões-pipa, caçambas, caminhões-baú e ônibus. A estimativa é de que sejam utilizadas para limpeza das vias 8 mil m³ de água, 24 mil litros de detergente, 15 mil sacos plásticos e 7,3 mil unidades de papel higiênico durante todos os dias de festa. A coleta de resíduos sólidos terá a parceria de 13 cooperativas e uma associação de catadores, totalizando 260 cooperadores e 3 mil catadores de latinhas, com atuação tanto nos circuitos quanto em camarotes. A estimativa é de que sejam coletados, aproximadamente, 1.800 de resíduos. Cinco caminhões estacionários estarão localizados na Ladeira da Montanha, Piedade, Avenida Adhemar de Barros (Ondina), canteiro central da Avenida Centenário e Rua Roschild Moreira (Ondina). O órgão disponibilizará ainda 2.441 sanitários químicos e 468 posições em sanitários climatizados.

Guarda Municipal: Para promover ações de prevenção à violência e auxiliar os diversos órgãos do município e do estado visando proporcionar ao cidadão uma festa de paz, tranquilidade e alegria, a Superintendência de Segurança Urbana e Prevenção à Violência (Susprev), pelo oitavo ano consecutivo, colocará nas ruas da cidade cerca de 1.100 mil Guardas Municipais durante o Carnaval. Além de proteger os equipamentos do cenário da festa, a Guarda Municipal vai operar, juntamente com outros órgãos públicos, câmeras instaladas dentro e fora do circuito com o objetivo de evitar a prática da depredação do patrimônio, atos de vandalismo e outros tipos de violência que sofrem o cidadão e os monumentos públicos.

Defesa Civil:  A Defesa Civil de Salvador (Codesal) estará de prontidão 24 horas para atender a casos envolvendo a segurança civil dos foliões. As equipes, compostas por 110 servidores e 22 vistoriadores, estarão distribuídas nas três bases operacionais localizadas na sede da Codesal (Avenida Mário Leal Ferreira – Bonocô), Campo Grande (Circuito Osmar) e Ondina (Circuito Dodô), e nos dez postos da Saltur ao longo dos circuitos. A operação contará também com 18 veículos e a Codesal Móvel – trailer para informações e orientações para evitar acidentes na folia. Serão realizadas inspeções diárias nas estruturas montadas para a festa e na infraestrutura da cidade.

Ouvidoria Geral do Município (OGM): A Ouvidoria Geral do Município (OGM), em parceria com a Empresa Salvador Turismo (Saltur) e Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), desenvolve o “Fala Folião”, canal de atendimento ao cidadão para todo e qualquer tipo de informação, sugestão, elogios ou críticas referente à festa. Com um efetivo de 60 pessoas envolvidas no projeto, o Fala Folião atuará em Balcões de Atendimento ao Folião fixos no Elevador Lacerda, Pelourinho, Campo Grande e Barra, contará também  com 10 equipes itinerantes espalhadas por todos os circuitos da festa, além de atender 24h através da Central Disque Salvador 156. O trabalho operacional contará com uso de smartphones, que tornará mais ágil o encaminhamento das demandas aos órgãos para solução e avaliação dos serviços por meio das críticas, elogios, sugestões ou denúncias registradas sobre tudo que envolva a folia momesca. Nesse mesmo período, a Central Disque Salvador manterá as solicitações de serviços básicos da cidade, através do telefone 156 ou do Portal Fala Salvador, no endereço eletrônico www.falasalvador.ba.gov.br.

Observatório Carnaval: Promovido pela Secretaria Municipal da Reparação (Semur) em parceria com a Superintendência de Políticas para as Mulheres (SPM), o Observatório da Discriminação Racial, LGBT e Violência Contra a Mulher no Carnaval é pioneiro no Brasil e vem se consolidando com a missão de prevenir e combater as discriminações e desigualdades, em especial de gênero, raça e orientação/identidade sexual. A proposta é construir indicadores que sejam utilizados como subsídios para a formulação e implantação de políticas públicas, com o objetivo de prevenir a discriminação e desigualdade. Para este ano, o Observatório contará com 120 observadores, sendo 40 para atuação na identificação de casos de racismo, 40 para violência contra LGBT e 40 para violência contra a mulher. Serão disponibilizados cinco postos operacionais, sendo três no Circuito Osmar (Centro), localizados na Piedade, Castro Alves e Casa de Itália, e dois no Circuito Dodô (Barra/Ondina), no Barra Center e Largo do Camarão). As denúncias durante o Carnaval também poderão ser feitas pelo site da Semur, no endereço www.reparacao.salvador.ba.gov.br, ou pelo aplicativo WhatsApp no número (71) 98622-5494.

Defesa do consumidor: A Coordenadoria de Defesa do Consumidor (Codecon), vinculada à Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Emprego (Sedes), vai atuar nos circuitos da folia com 65 colaboradores, que vão atender às denúncias feitas por meio do telefone 156 e portal Fala Salvador. O órgão terá quatro postos de atendimento, localizados na Barra, Ondina, Campo Grande e Rua Chile. O objetivo do órgão é fiscalizar e informar sobre as leis de consumo, alertar os estabelecimentos sobre o uso de alimentos impróprios para o consumo, proibição de fumo em locais fechados, proibição de “venda casada” e emitir o alerta contra propaganda enganosa, também considerada crime.

Turistas: Durante a folia, o visitante dispõe do Serviço de Atendimento ao Turista (SAT), uma iniciativa inédita da Secretaria de Turismo e da Bahiatursa que concentra em um só local a prestação dos serviços mais procurados pelo turista. Na Bahia, o visitante dispõe do Serviço de Atendimento ao Turista (SAT), uma iniciativa inédita da Secretaria de Turismo e da Bahiatursa, em convênio com o Sebrae, que concentra em um só local a prestação dos serviços mais procurados pelo turista. O primeiro SAT foi inaugurado em dezembro de 2007, no antigo prédio do Sebrae, no Pelourinho, e funciona todos os dias, incluindo sábados e domingos, das 9 às 21 horas.

SAT – PELOURINHO
End.: Rua das Laranjeiras, nº02 – Pelourinho – Centro Histórico
Tel.: +55 71 3321 2133/ 2463
Horário: Diariamente das 08h30 às 21h

Comentários: