Convênio garante a construção de mais habitações rurais na Bahia

Postado em 09/05/2018 7:37

Ter uma moradia digna, com acesso à água e espaço para um quintal produtivo, é uma das premissas para garantir a permanência das famílias rurais no campo. Ciente disso, o Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), vem empreendendo esforços para alavancar as habitações rurais no Estado.

Nesta terça-feira (08), foi assinado um novo Termo de Cooperação e Parceria junto à Caixa Econômica de Jacobina, para aumentar o número de casas a serem construídas pelo Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR). Serão 34 novas construções na comunidade rural Raposa, que pertence ao município de Caldeirão Grande, cada uma no valor de R$35.900 mil.

O diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, falou da importância do projeto de moradia no meio rural: “A habitação de qualidade é uma condição necessária para permanência do homem no campo, a partir daí ele projeta suas atividades econômicas. A CAR se soma às outras instituições do estado na captação de recursos para promover moradia digna para o meio rural da Bahia”.

Com essas novas habitações, somadas às outras entregues desde 2015, e às que estão em fase de acabamento, chega-se ao número de 1.438 unidades habitacionais, que reforçam a qualidade de vida do agricultor e da agricultora familiar, além de garantir a permanência deles no meio rural.

Para o coordenador geral de Articulação e Integração de Politicas Públicas da SDR, Guilherme Rodrigues, é uma felicidade contribuir com a evolução da moradia digna dos nossos agricultores familiares: “Aqui na comunidade de Raposa podemos articular as políticas públicas. Temos uma cozinha comunitária construída pelo Bahia Produtiva e a comunidade será assistida com a construção de barreiros pelo Pró-Semiárido, projetos executados pela CAR/SDR. Com isso, o nosso agricultor familiar não tem só as produções, mas também tem uma moradia digna”.

Expectativa

A moradora da Comunidade Raposa, Elenilda de Jesus, contou da satisfação ao ter sido beneficiada e aguarda a construção de sua casa com ansiedade: “Eu me sinto muito feliz, pra mim é uma felicidade imensa pois vou ter uma casa minha na comunidade, no lugar onde eu nasci, cresci e é minha raiz. É o lugar que eu amo e não troco minha zona rural por nada. Eu amo minha comunidade quilombola de Raposa, então, fico até sem palavras para expressar meu sentimento de amor, alegria, sossego e paz. Agora vou ter o meu cantinho, vou ter o meu lar para poder descansar, repousar, vou ter o meu lugar aconchegante”.

Quem também vai receber sua casa própria é Elza dos Reis, que afirmou que a nova residência vai trazer conforto e comodidade: “Me sinto alegre e satisfeita de ganhar minha casa e botar minhas coisas no lugar. É uma sensação muito boa e agradeço de bom coração. Mudou muita coisa pra mim, mudou minha vida, graças a Deus”.

Secom

Comentários: