Educador físico é preso vendendo LSD e ecstasy no Carnaval

Postado em 14/02/2018 7:28

A assessoria da Polícia Civil informou nesta terça-feira (13) que o educador físico Conrado Ramos de Azevedo, 22 anos, foi preso com 14 pontos de LSD e um comprimido de ecstasy, quando vendia a droga no Carnaval de Rio de Contas, no domingo (11). Ele foi preso por policiais civis que estavam infiltrados na festa. A droga foi encaminhada para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT), enquanto que o educador físico foi encaminhado para o sistema prisional.

Segundo o delegado Marcus Vinicius Oliveira, que autuou o educador físico em flagrante, Conrado chegou a negar o tráfico, mas se contradisse diversas vezes enquanto prestava depoimento, acompanhado de seu advogado. Ainda de acordo com o delegado, as drogas sintéticas costumam ser usadas nesse tipo de festa. “No sábado (10), foram lavrados vários Termos Circunstanciados de Ocorrências (TCO), pois diversos estudantes foram flagrados com ecstasy”, contou o delegado.

Circuito Dodô – Barra/Ondina

O traficante Gildalton de Jesus Santana, de 32 anos, foi preso em flagrante, nesta segunda-feira (12), quando tentava vender cocaína no Circuito Dodô (Barra/Ondina). A prisão foi realizada por policiais infiltrados do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).

Gildalton que se locomove com auxílio de muletas estava na Barra, com 20 porções de cocaína, contendo uma grama cada, quando os investigadores o abordaram. A droga foi encaminhada para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT), enquanto que o criminoso foi encaminhado para o sistema prisional.

Balanço

De quinta a segunda-feira (12), de Carnaval, o Draco conduziu aproximadamente 1,4 mil pessoas para as unidades espalhadas pelos circuitos Dodô e Osmar. Ao todo, foram 1,356 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) registrados por uso ou porte de drogas.

 

Comentários: