Estudantes botam fogo nas ruas da França contra reforma educacional

Postado em 05/12/2018 2:03

Estudantes franceses foram as ruas de Toulouse, no sudoeste da França, para protestar contra as reformas do presidente Emmanuel Macron sobre um novo sistema de seleção no ensino superior e o aumento das taxas de inscrições, nesta terça-feira (4).

Os vídeos divulgados nas redes sociais mostram os manifestantes colocando fogo em lixeiras e a polícia jogando bombas de gás-lacrimogênio contra os alunos.

Segundo informações de autoridades locais para a agência de notícias Reuters, parte da escola Saint-Exupery, perto de Toulouse, foi incendiada na manifestação.

Os protestos estudantis fazem parte de um movimento mais amplo contra as reformas de Macron na educação e em outras áreas, como a legislação ambiental, que resultaria no aumento do preço de combustíveis,

Franceses tomaram as ruas

No dia 17 de novembro, a revolta dos “coletes amarelos” surpreendeu Macron. Os manifestantes foram as ruas para protestar sobre os aumentos dos impostos do diesel, mas o protesto tomou outras proporções e outras pautas foram acrescentadas, como por exemplo o custo de vida e a suspensão da cobrança de imposto sobre grandes fortunas.

As ruas da França foram se tornando cada vez mais perigosas e, com isso, nesta terça-feira, o primeiro-ministro da França, Edouard Philippe, anunciou uma suspensão de seis meses para o aumento do imposto sobre combustíveis. “Essa raiva, você precisaria ser surdo ou cego para não vê-la ou ouvi-la”, disse Philippe.

A onda de protestos no país resultou na queda da aceitação do governo Macron.

R7

Comentários: