Fachin proíbe deputada Cristiane Brasil de ter contato com o pai

Postado em 13/06/2018 8:27

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin proibiu a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) de entrar no prédio do MT (Ministério do Trabalho) e de ter contato com investigados da Operação Espúrio ou servidores do MT, a não ser para tratar de assuntos sobre o mandato parlamentar.

Com essa decisão, Cristiane Brasil não está autorizada a entrar em contato com o próprio pai, o deputado cassado e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, que é investigado na mesma operação.

Nesta terça-feira (12), a deputada foi alvo da segunda fase da Operação Espúrio, da PF (Polícia Federal), que investiga uma suposta organização criminosa que teria cometido fraudes na concessão de registros de sindicatos pelo MT.

A deputada, em nota, disse que recebeu os “procedimentos investigativos com tranquilidade, pois não tem papel nas decisões tomadas pelo Ministério do Trabalho, além das relações partidárias”, disse sua assessoria em nota. “Espero que as questões referentes sejam esclarecidas com brevidade e meu nome limpo”, disse a deputada, de acordo com a nota”.

Já Roberto Jefferson, também em nota, escreveu que a “mídia se refere aos suspeitos de ter cometido irregularidades no Ministério do Trabalho como culpados – como se as investigações já estivessem concluídas e o juízo, sacramentado pela Justiça”. Ele pontuou que “a Presidência do PTB apoia o trabalho da Polícia Federal e reitera que não participa – e não participou – de quaisquer negociações espúrias no Ministério do Trabalho”.

R7

Comentários: