Ford cede cinco veículos para Senai Cimatec e beneficia mais de 3.000 estudos de engenharia automotiva

Postado em 09/10/2018 7:58

Contribuir para a formação, o conhecimento prático e o desenvolvimento da engenharia local. Essa tem sido a proposta da Ford desde que chegou à Bahia, em 2001. Com esse foco, a montadora entrega amanhã (4/10), às 15h, no Senai Cimatec, em Salvador, cinco veículos para a instituição (três Ford Ka, um EcoSport Titanium e um Troller T4). Os carros, cedidos em contrato de comodato, serão objeto de estudo e irão impactar positivamente no ensino de mais de 3.000 estudantes de Engenharia Automotiva e também dos cursos técnicos de manutenção automotiva.

Os veículos serão utilizados em atividades didáticas para promover melhorias no processo de aprendizagem, além de servir como ferramentas para a elaboração de projetos de pesquisa em busca de inovação. Como parte do processo prático, os alunos são treinados e orientados para verificar o funcionamento do automóvel como um todo, incluindo seus sistemas mecânicos e eletroeletrônicos.

A iniciativa faz parte do Programa de Cooperação que o Centro de Desenvolvimento do Produto da Ford (PD) mantém com as universidades. O PD, instalado na fábrica de Camaçari, é um dos oito centros que a Ford tem ao redor do mundo e é responsável por criar, desenvolver, certificar e homologar veículos de passageiros, picapes, utilitários e caminhões.

“Dar oportunidade e oferecer conhecimento aos jovens estudantes é o melhor caminho para termos profissionais mais preparados no futuro. A Ford acredita que parcerias acadêmicas contribuem para formar engenheiros com um grande know-how para a indústria automotiva”, afirma o diretor de Desenvolvimento do Produto para a Ford América do Sul, Alexandre Machado. Segundo ele, ao longo desses 17 anos da Ford na Bahia, a parceria com as universidades locais, a exemplo do Senai Cimatec, tem sido um estímulo para fomentar e impulsionar os novos desafios da inovação e mobilidade.

Segundo Mauricio Bonifati, gerente da área automotiva do Senai Cimatec, os veículos cedidos pela Ford serão importantes na formação de excelência de técnicos e engenheiros e na execução de projetos de PD&I. “O Senai Cimatec tem uma forte aproximação com as demandas da indústria e busca consolidar parcerias como essa com a Ford, que contribui com o desenvolvimento industrial do estado, incentivando o ensino, a pesquisa e inovação”, declara.

Parceria Histórica

A parceria Ford e Senai já gerou muitos frutos. A começar pelo curso Amazon, na implantação do Complexo em Camaçari. Na ocasião, o Senai-BA foi contratado para realizar o primeiro curso para os futuros empregados da Ford. Desde então, teve início uma série de iniciativas com o Senai Cimatec, a exemplo do curso Fast Track, que ocorreu em 2008 e 2009, com o objetivo de acelerar a formação de tecnólogos automotivos. A Ford participou ainda da criação do Laboratório de Dinamômetros, desde a definição dos objetivos e requisitos básicos, passando pelo suporte e acompanhamento da implementação até a doação de motores.

Foram realizados ainda diversos cursos de pós-graduação in company, turmas de mestrado, doação de veículos, palestras técnicas, feira de oportunidades, suporte aos projetos da Fórmula SAE, além dos cursos de Engenharia Mecânica com ênfase na área automotiva. O Programa Inova Talentos também foi realizado para desenvolver projetos de inovação dentro de empresas privadas, tendo bolsistas do Senai Cimatec contratados pela Ford para receber mentoria especializada.

Novos laboratórios de estruturas e ensaios dinâmicos, de polímeros, microeletrônica e eletrônica embarcada foram instalados. Com os laboratórios, foi ampliado o atendimento às demandas de serviços tecnológicos das indústrias baianas na área automotiva, dando suporte ao setor e aos segmentos de petróleo e gás e metal-mecânica. “Vemos no Senai Cimatec um grande parceiro, sempre apto a atender às demandas da Ford e munido de equipamentos e sistemas de tecnologia de ponta.  Essa parceria, além de fomentar o conhecimento técnico, fornece conhecimento sistêmico e de gestão, o que é um grande diferencial”, afirma Paulo Oliveira, gerente de motores da Ford e coordenador do programa de Cooperação com Universidades.

Comentários: