Gastronomia: Escolha de ingredientes: O X da questão, por Larissa Ramos

Postado em 30/08/2016 3:21
sorvete

O público baiano já está familiarizado a escolher ingredientes para acompanhar pratos de massas, saladas e até sorvetes. Este texto é para falar um pouquinho destas escolhas e também para dar uma dica legal sobre uma nova sorveteria com esta proposta.

Primeiro acho que vale pensar um pouquinho sobre esta variedade de opções que angustia e chega até a oprimir alguns. A possibilidade da escolha na alimentação é muito importante, especialmente para quem não tem tempo e também para os que não sabem cozinhar. É só parar e pensar um pouquinho, mas desde que isso seja feito antes de entrar na fila, okay?

Escolha de ingredientes: O X da questão

Processo do sorvete na pedra – Sorvete com fruta é mais gostoso e saudável

Após a questão do escolher vem a questão do provar. Caso a mistura não tenha agradado, paciência. É fazer diferente na próxima vez, como se a sua alimentação fosse tão importante quanto um processo de pesquisa. Pode apostar que ela de fato é.

Precisamos lembrar que estes locais trazem a possibilidade de comer diferente variando pouco, inclusive o preço. Uma benção para evitar a monotonia alimentar em horários de almoço cada vez mais apertados e cidades totalmente engarrafadas.

O problema de pratos mal feitos neste tipo específico de restaurante, ao qual também podemos acrescentar o estilo comida a quilo, anda junto com quem nunca pensa na qualidade do que está sendo ingerido. No melhor estilo: como o que quiser porque doenças alimentares nunca vão me atingir. As estatísticas mostram justamente o contrário.

As opções menos calóricas e a abundância de vegetais sempre são dadas. Vivem bem pertinho das opções fritas e que fazem mal só de olhar. A regra do prato colorido vale para todos e em qualquer ocasião, afinal isso custa apenas uma dose extra de boa vontade. Paladar dá para mudar, sim senhor! Sua saúde agradece.

Enquanto nas refeições principais o excesso de gorduras é o problema, nas sobremesas estilo monte como você quiser o x da questão é a sessão de chocolate em cima de chocolate. Por que não fazer diferente?

Quero indicar um lugar para tal experiência. A nova sorveteria San Paolo, do Shopping Salvador. É sorvete misturado a guloseimas em cima de uma pedra fria. O processo é interessante, mas o preço é um pouquinho salgado. O resultado pode ser muito legal, desde que você tente sair do óbvio.

Minha sugestão é misturar 1 tipo de sorvete, como o de leite ninho ou o de panna cotta, a uma fruta e suspiro, como o da foto aqui do texto. Você vai estar degustando algo mais complexo do que geralmente costumamos encontrar nas nossas sobremesas carregadas de açúcar. Nesta combinação há acidez, doce, diferença de temperatura entre o sorvete e os acompanhamentos e o mais gostoso de tudo, a crocância. Prometo que você não vai se arrepender de deixar a sessão chocolate de lado. Comer com consciência e de maneira mais aventureira são os primeiros passos para achar graça em sabores nunca antes desvendados, tanto aos 6 quanto aos 70 anos.

Ah, só mais uma coisinha. Quero me defender dizendo que não sou inimiga do chocolate. O amargo é genial. Sou mesmo é inimiga do excesso de açúcar porque mascara o paladar e deixa tudo com um mesmo gosto enjoativo. Para quem ficou na dúvida é só sair viajando (e provando) para fazer o teste porque há uma grande diferença em fazer uma mistureba açucarada para uma composição de sabores bem pensada.

+++

Larissa Ramos é jornalista e mestra em Cultura e Sociedade (UFBA)

Comentários: