Governo do Estado debate com povos indígenas edital para seleção de projetos

Postado em 08/09/2017 7:38
MartaMedeiros
Com o objetivo de discutir instrumentos de apoio a projetos produtivos voltados para povos indígenas, no âmbito do Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), uma oficina com a participação de representações de povos indígenas da Bahia foi realizado no Centro de Formação da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em Salvador, nesta terça-feira (5).
O titular da SDR, Jerônimo Rodrigues, ressaltou que essa iniciativa está sendo construída em duas mãos: poder público e representantes dos povos indígenas. “Essa ação está sendo realizada de forma participativa, com a escuta desses povos, e a nossa expectativa é a de compreender a cultura indígena, com projetos de inclusão produtiva e voltados ao meio ambiente”.
Entre as ações previstas para o edital estão a gestão sustentável dos recursos naturais, fortalecimento e promoção de produtos da sociobiodiversidade, práticas agroecológicas conservação dos recursos naturais e práticas agroecológicas e promoção da segurança alimentar e nutricional.
De acordo com o cacique Gilberto Tuxá, do Movimento Indígena da Bahia (Miba), o edital é resultado de uma luta dos povos indígenas. “Nesse edital, os recursos serão divididos por regiões onde existem comunidades indígenas, dando possibilidade a mais associações serem contempladas inscrevendo projetos de acordo com a realidade e necessidade da comunidade. Um grande avanço”, afirmou.
Dos editais que já foram lançados pelo Bahia Produtiva, socioambientais e de apoio às cadeias produtivas de apicultura, bovinocultura, caprinocultura e aquicultura e pesca, foram inscritos 106 projetos de povos indígenas, sendo aprovados 21, com investimentos na ordem de R$ 7,5 milhões e beneficiando 462 famílias.
Estiveram presentes também o representante dos caciques, Juvenal Teodoro Payayá; coordenador do Bahia Produtiva, Fernando Cabral; o coordenador do Movimento Unificado dos Povos Indígenas da Bahia (Mupoiba), Kâhu Pataxó; e o coordenador dos Povos Indígenas da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Jerry Matalawê; além de representantes da Fundação Nacional dos Índios (Funai), da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), da Coordenação de Articulação Políticas Públicas/CAR e do Bahia Produtiva/CAR.

Secom

Comentários: