Maquiadora do baile do MET dá dicas de maquiagem para mulheres mais velhas

Postado em 14/05/2018 9:54

Ser responsável pelo visual de uma celebridade em um tapete vermelho está entre as tarefas mais desafiadoras de um maquiador. Quando todos os holofotes estão voltados ao seu trabalho, o reconhecimento pode significar uma guinada na carreira. Mas se a maquiagem dá errado, especialmente nas fotos (como aconteceu com a cantora Selena Gomez no evento), o efeito reverso também é poderoso.

Para a maquiadora espanhola Susan Houser, o segredo de um resultado bem-sucedido está em conhecer bem a pessoa com quem você está trabalhando: seu tom de pele, seus gostos e, mais importante, como determinados produtos vão se comportar no tipo de pele em questão. Em uma parceria com a marca de cosméticos Nars, Susan assinou a beleza da atriz britânica Kristin Scott Thomas no baile do MET 2018, que aconteceu na última segunda, 7.

Aos 57 anos, Kristin tem uma trajetória e tanto: já foi indicada a um Oscar e, mais recentemente, interpretou Clementine Churchill, esposa do ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill, em “O Destino de uma Nação”, que também concorreu a uma estatueta na premiação deste ano.

No MET Gala, ela usou um vestido estampado assinado pela marca britânica Erdem – para completar, uma maquiagem suave, mas com batom poderoso.

Ao criar o visual, a maquiadora lançou mão de bons truques: “Eu costumo sempre pentear a sobrancelha para cima, porque isso ajuda a abrir o olhar e suavizar o rosto. Sombras em tons de cinza, marrom e bronze também destacam os olhos”, revela. “Nos olhos e na boca, eu sempre procuro usar maquiagens que tenham alta fixação”.

O estilista turco-canadense Erdem Moralioglu, responsável pelo look da atriz, também opinou na maquiagem. “Discutimos o visual com Erdem e o que ele queria para combinar com seu vestido incrível, num tom de azul celestial com bordados dourados. Decidimos optar por olhos mais suaves, com uma sombra acinzentada metalizada e outra marrom escura para dar forma aos olhos”, explica Susan Houser.

“Como o rosto e o cabelo já estavam discretos, escolhemos um batom vermelho bem forte para ser o foco da maquiagem de Kristin”. O produto usado foi o batom Carnal Carnation, parte da coleção da Nars em parceria com a Erdem.

Para mulheres acima dos 50 anos, a dica de Susan é certeira: “hidrate, hidrate, hidrate”. “Depois que eu já passei a base e o corretivo, coloco água e um creme para os olhos em uma esponja, e passo por cima do corretivo e nos lábios, antes de aplicar o batom”, ensina a maquiadora.

Ela prefere encarar a maquiagem como uma ferramenta para valorizar características naturais, e não escondê-las. “Sim, você pode camuflar olheiras e uniformizar o tom da pele, mas é mais sobre suavizar a beleza natural”.

“Você pode se divertir acrescentando cor, ou recriando um look dos anos 1960, 1970, e brincar com o que lhe fizer feliz. Não sou fã de contorno em excesso no dia a dia, principalmente se você não trabalha em frente às câmeras. Acho que é um exagero, deixe a beleza natural brilhar”, conclui.

Bahia Notícias

Comentários: