Nos últimos 10 anos, estradas brasileiras registraram 23 mortes por dia

Postado em 06/12/2018 2:32

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou, nesta quinta-feira (6), o Anuário 2017. O documento é um estudo detalhado sobre os acidentes ocorridos nas estradas federais brasileiras ao longo do último ano. A instituição também lançou a Operação Rodovida 2018/2019.

Os dados apresentaram melhora em relação ao ano de 2016, mas ainda merecem toda a atenção dos motoristas e autoridades. De 2007 a 2017, mais de 1,6 milhão de acidentes foram registrados nas rodovias brasileiras. Neles, 83.498 pessoas morreram e mais de 1 milhão ficaram feridas.

Em média foram registrados, por dia, 23 óbitos nas estradas.

Em 2017, 7.054 pessoas perderam a vida em acidentes nas estradas brasileiras. Em 2011, o número subiu para 8.673. No ano passado, o índice baixou para 6.243. Os dados de 2018 ainda não foram revelados.

O Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou que essa redução é uma evolução para a segurança pública: “Uma redução de 32% de acidentes graves e 29% de vitimas fatais é bastante significativa. Apesar de os números de mortos e feridos ainda serem alarmantes, me tranquiliza saber que a PRF, com seus recursos, vai reduzir essa estatística mais ainda”.

Entenda a redução no número de acidentes nas rodovias brasileiras

Levantamento realizado pela PRF analisa os acidentes registrados nas estradas brasileiras em 2017. Número de mortes e sinistros diminuiu no último ano.
Quantidade de acidentes de 2007 a 2017 | PRF

O Estado com o maior índice de acidentes é também aquele com maior malha rodoviária: Minas Gerais. A rodovia 381, no trecho em que passa pelo estado, foi o que mais registrou mortes em 2017. O Amazonas, por sua vez, foi a unidade federativa com menos acidentes, 129 ocorrências.

No Estado de São Paulo, dono da maior frota, registrou 6 mil sinistros.

Levantamento realizado pela PRF analisa os acidentes registrados nas estradas brasileiras em 2017. Número de mortes e sinistros diminuiu no último ano.
Mapa de acidentes nas estradas brasileiras | PRF

O Brasil tem o quinto trânsito mais violento do mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). O que nem todo mundo sabe, é que os acidentes de trânsito também apresentam consequências para a economia do país. Os acidentes graves nas ruas e estradas brasileiras causaram, no primeiro semestre de 2018, um impacto econômico de cerca de R$ 96,5 bilhões para o país.

O número, resultado de um levantamento realizado pelo Centro de Pesquisa e Economia do Seguro, da Escola Nacional de Seguros, considera a perda da capacidade produtiva decorrente das 19 mil e 300 mortes e dos 20 mil casos de invalidez permanente causados por acidentes de trânsito. O valor corresponde ao que seria gerado pelo trabalho das vítimas caso não tivessem se envolvido em acidentes graves.

Os acidentes graves de trânsito retiraram, nos seis primeiros meses deste ano, quase 40 mil pessoas do mercado de trabalho.

Condições da via

Um dado interessante revelado pela PRF é que o maior número de acidentes nas estradas brasileiras aconteceu com bom tempo.

Condição meteorológica Número de acidentes
Céu claro 47700
Chuva 13.133
Garoa 3.137
Granizo 1
Ignorado 1.447
Neve 1
Neblina 814
Nublado 16.020
Sol 6.827
Vento 217

Operação Rodovida para evitar acidentes

O Rodovida será dividido em dois períodos. O primeiro irá da segunda quinzena do mês de dezembro até o fim de janeiro (14 de dezembro a 31 de janeiro). Já o segundo ocorrerá entre 22 de fevereiro até 09 de março de 2019.

Nos períodos, caracterizados pelo aumento do fluxo de veículos e de passageiros nas rodovias federais, a PRF intensificará as ações de fiscalização, focadas principalmente para coibir as condutas de ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, consumo de álcool, atropelamento de pedestres e trânsito irregular de motocicletas nas estradas brasileiras.

A PRF está engajada, também, no Programa da Organização das Nações Unidas (ONU), Década Mundial de Segurança Viária 2011/2020, cuja meta prioritária é reduzir em 50% o número de mortos e de feridos em decorrência de acidentes de trânsito.

R7

Comentários: