Professor aposentado da UFBA é sequestrado e assassinado

Postado em 05/02/2016 4:30

Um professor aposentado da Universidade Federal da Bahia (Ufba) foi assassinado depois de ser sequestrado na município de Jaguaripe, que está localizada a 240 quilômetros de Salvador, durante a noite de quinta-feira (5). O homicídio aconteceu no povoado de Pirajuía, que fica perto do município de Salinas das Margaridas.

Segundo informações da delegacia local, a vítima, Marcus Vinicius de Oliveira Silva, foi morto com um tiro na cabeça por dois homens, que ainda não foram localizados pela polícia.

Os suspeitos teriam ido à casa do professor e o informaram que uma amiga dele estava passando mal. Um dos criminosos teria se passado por um neto da amiga da vítima. Após sair de casa, a vítima foi rendida e levada pelos criminosos até uma estrada de terra onde ocorreu o crime.

Através de uma nota divulgada em seu site oficial, a UFBA lamentou a morte do professor, que ensinava no Instituto de Psicologia. O Conselho Regional de Psicologia da Bahia fez uma homenagem ao professor em post na rede social Facebook.

Veja o comunicado da UFBA em que lamenta o falecimento do professor Marcos Silva.

A Universidade Federal da Bahia recebeu, consternada, a notícia do falecimento, em circunstâncias trágicas, há poucas horas, do professor aposentado do Instituto de Psicologia Marcus Vinicius de Oliveira. O professor era, nas palavras da diretora do IPSUFBA, Ilka Bichara, “um grande combatente das causas sociais, principalmente na luta antimanicomial”. Em nota o Conselho Federal de Psicologia destacou a sua participação na consolidação da Psicologia no Brasil, tendo integrado diversas gestões do CFP e dos conselhos regionais de Minas Gerais e Bahia.

Marcos Vinícius foi vítima de homicídio, ao que parece, em função de sua atividade política na mediação de conflitos de terra, em circunstâncias a ser apuradas pelas autoridades competentes. Assim que o corpo for liberado, seguirá para Belo Horizonte onde ocorrerá o sepultamento.

Varela Notícias

Comentários: