Sarau com Maria Bethânia marca abertura da 1ª Flipelô

Postado em 10/08/2017 2:30
mb

As atividades da 1ª Festa Literária Internacional do Pelourinho, a Flipelô, foram abertas com um sarau apresentado pela cantora Maria Bethânia, realizado na Igreja de São Francisco, no Pelourinho, na noite desta quarta-feira (9). O sarau, só para convidados, contou com a presença do governador Rui Costa.

“Este projeto deve se manter, porque a Bahia é isso, é poesia, é literatura, é arte e cultura. Esta é a marca e singularidade da Bahia. E nós haveremos de firmar, além das festas literárias de Cachoeira e de Mucugê, agora temos a Flipelô pra que a gente convide o Brasil e o mundo a vir no visitar, conhecer a poesia da Bahia. Com certeza já é um absoluto sucesso, que vai se repetir nos próximos anos”, disse o governador.

A Flipelô é promovida pela Fundação Casa de Jorge Amado em parceria com o Governo do Estado. O escritor baiano que dá nome à Fundação é o homenageado nesta primeira edição junto às escritoras Zélia Gattai e Myriam Fraga.

A cantora Maria Bethânia abriu a apresentação com a Oração de São Francisco, recitou poemas de autores diversos, mesclados com canções populares e músicas como “Lamento Sertanejo” e “Oração ao Tempo”, acompanhada de violão e percussão. “Eu estou muito orgulhosa, feliz e comovida de estar aqui”, declarou a cantora baiana sobre a abertura da Flipelô. Bethânia dedicou um momento do espetáculo ao escritor Jorge Amado, que foi homenageado com “Milagres do Povo”, “Gente Humilde” entre outros textos e músicas.
mb1

A programação da Flipelô segue até o próximo domingo (13). Oficinas, debates, encontros, shows de música, teatro, entre outras atividades gratuitas fazem parte da programação, que acontece em diversos espaços do Centro Histórico. Durante quatro dias, 250 convidados e 60 atividades para adultos e crianças esperam por um público estimado de 30 mil pessoas.

O secretário da Cultura do Estado, Jorge Portugal, se emocionou com a participação de Maria Bethânia na abertura da Flipelô. “Nunca houve uma festa literária com uma abertura tão bonita. E daqui pra frente é só emoção, conhecimento, a arte da palavra em primeiro lugar”.

Comentários: