Sema publica álbum de boas práticas de agricultura para o bioma Cerrado

Postado em 10/03/2018 8:39
Como cultivar alimentos plantando florestas é um dos títulos que serão lançados pelo Programa Cerrado
A Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) lança o álbum Como cultivar alimentos plantando florestas – Histórias de pessoas, florestas e roças. A publicação é um dos produtos do Projeto Cerrado, fruto da parceria entre o Governo do Estado, Ministério do Meio Ambiente e Banco Mundial, com atuação em 11 municípios do oeste da Bahia. A publicação apresenta exemplos de agricultores e agricultoras do bioma cerrado que mudaram sua relação com as formas de produzir, mostrando que é possível cultivar alimentos em colaboração com a natureza.
Com o investimento de R$ 48 mil, o álbum ilustrativo é mais um instrumento de educação ambiental da secretaria, e será distribuído em oficinas inserir oficinas de entregas qualificadas nos municípios do oeste baiano. O pdf da publicação  já pode ser baixado no site da Sema gratuitamente.
Práticas agroecológicas e sistemas agroflorestais, sem uso de agrotóxicos, com adubação verde, consórcio entre espécies, uso de sementes crioulas e de plantas nativas, em coerência com os ciclos da natureza, foram selecionadas para compor o álbum.
Um dos exemplos é a história do agricultor Édemo Corrêa, criador de gado e apaixonado por Pequi. Édemo descobriu que o plantio do fruto típico do cerrado beneficiava a produção do capim para o gado. E os animais, por sua vez, adoravam a sombra dessas árvores. Foi dessa forma que ele começou a entender que na sua área existia uma relação entre todos esses elementos, e tornou a sua terra mais produtiva.
De acordo com a diretora de Educação Ambiental da Sema, Zanna Matos, “o formato, linguagem e ilustrações desse álbum atendem ao objetivo pedagógico e didático da Educação Ambiental, com foco na valorização dos co-autores de cada história e de  envolver o público para estimular novas práticas e transformar outras áreas de cultivo no cerrado da Bahia”.
A publicação foi elaborada com o objetivo de socializar informações entre agricultores, agricultoras, agentes territoriais, técnicos  da Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), professores e servidores públicos dos municípios do Oeste da Bahia contemplados pelo Programa Cerrado.
Publicações – Como cultivar alimentos plantando florestas é um dos seis títulos que o Projeto Cerrado entrega ao público nesse mês de março. Em breve, o conjunto de publicações, além de um minidocumentário sobre as ações realizadas no cerrado baiano, será lançado oficialmente em evento a ser realizado na região oeste da Bahia.
Projeto Cerrado – O Projeto Cerrado atua nas frentes da Regularização Ambiental Rural e Prevenção e Combate a Incêndios Florestais em Formosa do Rio Preto, São Desidério, Riachão das Neves, Luis Eduardo Magalhães, Barreiras, Correntina, Jaborandi e Cocos. Os municípios foram selecionados com base nos índices de perda de vegetação nativa, percentual de vegetação remanescente e ainda pela capacidade de gestão e a existência de áreas protegidas.
Sua realização é fruto de uma parceria entre o Governo Brasileiro e o Reino Unido, sendo o Estado da Bahia beneficiário do Acordo de Doação firmado entre Banco Mundial (BIRD) e a Fundação Luis Eduardo Magalhães (FLEM), com aporte de recursos doados pelo Department for Environment, Food and Rural Affairs (DEFRA), órgão do Reino Unido. A Sema é responsável pela Coordenação Geral do Projeto, cuja execução ocorre em parceria com o Inema, sob a supervisão do Ministério do Meio Ambiente.

Comentários: