Turismo anula verba empenhada para ‘traidores’ de Dilma

Postado em 05/05/2016 10:12
Presidenta Dilma durante cerimônia que marca o início do revezamento da Tocha Olímpica no Brasil José Cruz/Agência Brasil
O Ministério do Turismo cancelou a liberação de recursos negociados junto a deputados que acabaram votando a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff, de acordo com informações publicadas pela Folha.
Segundo o jornal, ao todo, a pasta anulou na segunda-feira (2) um total de R$ 15,9 milhões empenhados, ou seja, oficialmente previstos para pagamento pela administração federal. As destinações haviam sido acertadas, segundo o Portal da Transparência, entre os dias 11 e 15 de abril, às vésperas da votação do impeachment da presidente na Câmara, que ocorreu dia 17.
Os recursos estavam distribuídos entre seis municípios das regiões Norte e Nordeste. Também houve o cancelamento de R$ 1,7 milhão que seriam destinados a Tocantins. As datas dos empenhos coincidem com o período em que o governo atuou intensamente para tentar barrar a aprovação do afastamento de Dilma pelos deputados.
Os recursos não foram carimbados como “emenda parlamentar”, indicação de verba no sistema orçamentário, mas a Folha conseguiu mapear as indicações. Todas elas foram negociadas pessoalmente pelos deputados com a cúpula da pasta. A maioria dos cortes do Turismo teve como alvo integrantes do PMDB, mas há filiados a outras siglas que também foram favoráveis ao afastamento de Dilma na lista.

Bocão News

Comentários: