Vereadores de Salvador acompanham a folia

Postado em 13/02/2018 10:05

Trabalho infantil

Vice-presidente da Comissão de Defesa da Criança e do Adolescente, a vereadora Rogéria Santos (PRB) abraçou com disposição a campanha “Oxe Mainha”, lançada pela Câmara de Salvador. Nesta segunda-feira (12), ela visitou dois dos abrigos para filhos de ambulantes instalados nas escolas Teixeira de Freitas e Senhor do Bonfim, além do posto do Conselho Tutelar, para observar os registros relacionados ao segmento.
“Só do início da Avenida Sete de Setembro até aqui o Campo Grande, um trecho pequeno, eu fotografei 12 casos de crianças e adolescentes trabalhando. Infelizmente esta ainda é uma realidade preocupante”, frisou Rogéria. Segundo ela, esse é um tema que necessitará ser discutido imediatamente, envolvendo toda a rede de proteção, já para a organização da festa de 2019.
A conscientização dos pais para a proteção das crianças é outra necessidade apontada por Rogéria, que também tem percorrido bailinhos e desfiles de blocos infantis: “Vi crianças de colo do lado dos trios, expostas a um som tão alto que incomoda até aos adultos”.

————————————————–

Revitalização do carnaval

“O que vemos é o carnaval revigorado, sem cordas, com grandes artistas vindo para a Avenida Sete, revitalizando o circuito”, afirmou o vereador Maurício Trindade (DEM), no camarote oficial da Câmara de Salvador, no Campo Grande, nesta segunda-feira (12).

Além de destacar o apoio da Casa Legislativa aos movimentos populares e aos camarotes social e da diversidade na festa, o legislador elogiou a oferta de serviços públicos nos circuitos do carnaval, como o transporte coletivo, a limpeza urbana e a segurança pública.

De acordo com Maurício Trindade, a folia está cada vez mais democrática. “Nó nós temos os camarotes, os blocos, os afoxés, temos todas as tribos aqui no carnaval”, disse. O atual modelo da festa, segundo ele, permite que as pessoas se divirtam como nos “carnavais de antigamente”.
—————————————————-
Blocos sem cordas

Presente no Camarote da Câmara Municipal, no Circuito Osmar (Campo Grande), o vereador J. Carlos Filho (SD) parabenizou a prefeitura pela democratização do Carnaval de Salvador. “A iniciativa dos blocos sem cordas fortaleceu a festa e trouxe de volta o povo para as ruas”, afirmou, nesta segunda-feira (12).
Atento às questões que envolvem o transporte público e a categoria dos rodoviários, J. Carlos Filho destaca o planejamento do serviço em 2018. “Está mais organizado que os anos anteriores e creio que a prefeitura esteja observando o que precisa ser melhorado para o próximo ano”, disse, saudando os rodoviários que estão trabalhando na festa momesca.
———————————————
Mudança do Garcia

Após participar da tradicional Mudança do Garcia, como faz todos os anos, a vereadora Marta Rodrigues (PT) disse que estranhou a presença de cinco trios-elétricos, o que na sua opinião descaracterizou a festa. “O interessante da Mudança são as manifestações populares, as charangas, os mini-trios, a irreverência. Acho que tirou um pouco da tradição”, frisou.
Preparando-se para participar do desfile das Filhas de Gandhy, Marta Rodrigues comentou o maior espaço dado aos afoxés e blocos afro, sobretudo no circuito do Campo Grande, mas lamentou que o projeto Ouro Negro, do Governo do Estado, ainda não tenha conseguido abranger com financiamento todas as entidades, sobretudo as menores, “que desempenham relevante ação social”.
——————————————–
Mudança do Garcia II

Foliã assídua da Mudança do Garcia, a vereadora Aladilce Souza (PCdoB) enfrentou a chuva forte que caiu para fazer todo o percurso da manifestação popular que classifica como “a maior e mais tradicional, autêntica, do Carnaval de Salvador”.
A defesa da democracia foi a palavra de ordem desta edição, segundo ela. “O grito ‘Fora Temer’ marcou todas as alas e grupos, assim como o protesto contra a Reforma da Previdência”, resumiu Aladilce, que participou da Mudança junto com o grupo de trabalhadores em saúde mental, levando a mensagem da assistência inclusiva e antimanicomial.
A vereadora destacou também a adesão à campanha contra a violência às mulheres, outra abordagem comum aos grupos que integram a Mudança do Garcia.

——————————————
Participativo

O vereador Helio Ferreira (PCdoB) considera que em 2018 o Carnaval esteja mais tranquilo e com maior participação popular. Nesta segunda-feira (12), o presidente da Comissão de Transporte, Trânsito e Serviços Municipais marcou presença no Camarote da Câmara, no Circuito Osmar (Campo Grande), e avaliou a festa.
“Até então, a festa está mais participativa e acredito que isso ocorra devido o incentivo aos trios independentes. O Carnaval está mais tranquilo nos quesitos segurança e mobilidade, em todos os circuitos”, frisou.
Para o legislador, o trabalho em conjunto realizado pelas pastas de Transporte (Semob) e Segurança Pública (SSP-BA) vem proporcionando um Carnaval melhor para os foliões.
——————————————-

Balanço
O presidente da Câmara de Salvador, Leo Prates (DEM), pretende fazer uma avaliação da festa deste ano, quando os indicadores mostram mais foliões e menos violência nas ruas. “Curtimos o Carnaval da paz e da alegria. Viva o povo de Salvador”.

Foto: Antonio Queirós

Comentários: