Volvo irá extinguir motores movidos a diesel até 2023

Postado em 24/05/2017 8:29

Em entrevista à agência de notícias norte-americana Automotive News, Hakan Samuelsson, Presidente do Conselho Executivo da Volvo, confirmou que a marca sueca vai extinguir todos os motores movidos a diesel. O motivo são os elevados custos da redução de emissões de dióxido de carbono e óxido nítrico (NOx), além da aposta e investimentos nos veículos 100% elétricos.

— Dentro da perspectiva que temos hoje, não vamos desenvolver uma nova geração de motores a diesel.

A ideia é de que a atual geração de motores a diesel, lançadas nos últimos anos, dure no máximo até 2023 e, a partir daí, motores de ignição por compressão não existam mais nas linhas de montagem da Volvo.

Até 2020, Samuelsson diz que o diesel será necessário para assegurar os limites impostos pela União Europeia e para que a Volvo seja reconhecida como uma marca que siga à risca as leis. As médias de emissões poluentes dentro da União serão obrigadas a cair de 130 gramas para 95 gramas em 2021.

Vale sempre lembrar, que o maior escândalo de manipulação de resultados da história foi escancarado para o mundo no passado, quando a Volkswagen usou um software para fraudar os testes de emissões de poluentes nos Estados Unidos. O dispositivo estava presente em mais de 11 milhões de carros e causou um prejuízo bilionário, no caso que ficou conhecido como Dieselgate.

— Temos de reconhecer que a Tesla conseguiu oferecer o carro que as pessoas pedem. Nesta área também haverá espaço para nós, com máxima qualidade e design atractivo.

O executivo disse que o primeiro carro 100% elétrico da Volvo estreia em 2019.

R7

Comentários: