Acusado de abusar de 276 crianças, ‘Lobo Feroz’ volta para a Colômbia

Postado em 14/09/2018 8:24

Acusado de abusar de 276 crianças e de divulgar pornografia infantil, Juan Carlos Sánchez Latorre, conhecido como ‘Lobo Feroz’, um dos criminosos mais procurados da Colômbia chegou na quinta-feira (13) ao seu país, após ser deportado da Venezuela.

Ele havia sido detido em Maracaibo em 1º de dezembro do ano passado, e aguardava a deportação em uma prisão em Caracas. Sánchez agora será julgado pelas centenas de acusações em um tribunal colombiano.

Caçada ao lobo

O ‘Lobo Feroz’, como se apresentava na internet, começou a ser procurado pela Interpol em janeiro de 2017, depois que um homem foi preso no México com mais de 1400 vídeos de pornografia infantil. Em seus arquivos, os policiais mexicanos encontraram trocas de mensagens com Sánchez.

Assim, os investigadores descobriram que Sánchez abordava suas vítimas em parques e lan houses em Barranquilla, no norte da Colômbia, e cidades próximas. Ele levava as crianças para motéis, abusava sexualmente delas, filmava os abusos e vendia os vídeos pela internet.

Ele chegou a ser processado em 2008, acusado de abusar de um menor, mas foi absolvido, mesmo depois que vários outros menores entraram em contato com a polícia denunciando que também foram vítimas de abuso.

Depois disso, ele se mudou para a Venezuela, onde permaneceu até ser preso. Em Maracaibo, ele trabalhava como responsável pelos computadores de uma lan house, onde ninguém jamais suspeitou de seu passado.

R7

Comentários: