Encontro em Feira de Santana aproxima especialistas e empresários da indústria de plástico

Postado em 12/04/2017 4:49
empresarios

Empresários do segmento de Transformação Plástica participaram, nessa terça-feira, 11, de um encontro com especialistas. O evento, que integra a iniciativa Sebrae Conecta, aconteceu no Hotel Acalanto, em Feira de Santana, e apresentou aos participantes informações sobre inovações do setor, sistemas para reduzir gastos e as soluções do Sebrae voltadas para o segmento em que atuam.

Em sua apresentação, o engenheiro e consultor do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Paulo Nunes, falou sobre a aplicação da eficiência energética na Indústria de Transformação de Plástico, ou seja, o uso de práticas e equipamentos capazes de reduzir o consumo e o desperdício de energia nestas empresas. Para ele, a conscientização do empresário é fundamental para tornar o empreendimento mais eficiente. “Às vezes, o problema não está só no mercado, e sim na nossa própria casa, quando estamos consumindo mais energia do que deveríamos. Empresas energeticamente eficientes ganham em competitividade e reputação, diminuem riscos e liberam recursos para investimentos em outras prioridades”, pontuou.

Ao traçar um panorama com tendências e oportunidades da indústria de plástico no Brasil, o especialista Manoel Alpire, consultor em Plásticos e Aditivos, apresentou dados de consumo mundial do produto, novas apostas em materiais e expectativas para o segundo semestre. Segundo ele, de 2015 para 2016 o Brasil teve destaque mundial no aumento do consumo por indivíduo, passando de 23kg/ano para 46kg/ano, sendo consumido principalmente pelo setor da construção civil, seguido do setor de alimentos (embalagens) e automobilístico (autopeças). No país, 95% dos negócios de transformação de plástico são Micro e Pequenas Empresas, respectivamente 72% e 23% em cada. No campo das inovações tecnológicas, destaque para as novas maneiras de uso de poliolefinas, chamado por Manoel de “plástico bom negócio”, e investimentos no polímero sendo produzido com gás carbônico, “um sonho virando realidade”, sugere o consultor.

Sebrae Conecta

O próximo passo do Sebrae Conecta é captar empresas para obterem o acompanhamento da ferramenta de Melhoria do Desempenho Empresarial (MEDE), que conta com 10 meses de assessoria gerencial associada a 80 horas de consultoria. Em 2016, este plano de atendimento especializado do Sebrae resultou numa satisfação de 89% das empresas acompanhadas, que obtiveram números excelentes para a melhoria de resultados, desde redução de desperdícios ao aumento do faturamento e ganho efetivo de produtividade. O Sebrae Conecta inclui ainda missões empresariais, ações de inovação e tecnologia, aproximação com âncoras, compradores e fornecedores através de showrooms e rodadas e encontros de negócios.

O empresário Tiago Motta, da fábrica de peças plásticas Realce Industrialização, conta que participou de outro programa da instituição há dois anos, o Sebraetec, ferramenta que permite às empresas acessarem conhecimentos tecnológicos e de inovação para fortalecerem seus negócios. A experiência foi positiva e resultou no desenvolvimento de um novo produto para a fábrica de luminárias e peças para eletrodomésticos. Agora, a intenção de Tiago é participar do MEDE e, assim, realizar dois novos projetos. “Participo de muitas coisas relacionadas ao desenvolvimento da categoria e do segmento de plástico. Achei interessante o evento, por conta da presença do especialista, pois é importante você estar vendo novas ideias, novos conceitos e processos. E também entendi um pouco mais sobre o MEDE e o que ele pode trazer de resultado efetivo para a minha empresa”, afirma.

Para o técnico do Sebrae, Eduardo Simas, o encontro cumpriu seu objetivo ao oferecer um espaço para troca de experiências, networking e conhecimento, por meio da relevante contribuição dos especialistas e para o esclarecimento de dúvidas sobre soluções do Sebrae, através da presença de técnicos da instituição e do consultor que deverá acompanhar o grupo. “Através desta discussão estratégica, abrimos possibilidades de bons negócios para o fortalecimento das indústrias do segmento”, pontuou.

Também estiveram no encontro representantes do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias (Sindustriário), do sindicato da categoria (Sindiplasfe do programa Feira Empreende. O Encontro com o Especialista é resultado da parceria do Sebrae com o Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai CIMATEC) e o Sindicato das Indústrias de Artefatos de Plásticos, Borrachas, Têxteis, Produtos Médicos Hospitalares, Odontológicos, Veterinários, Linha De Montagem (Sindiplasf).

Comentários: