‘Está na lei, mas tem um certo desequilíbrio’, diz Giovane sobre Tiffany

Postado em 12/02/2018 8:51

Treinador do time masculino do Sesc-RJ e da Seleção Brasileira sub-23, o ex-jogador Giovane Gávio foi mais um a comentar a polêmica envolvendo a jogadora Tiffany, oposta do Bauru e primeira transexual a atuar na Superliga. Segundo ele, a atleta está dentro dos protocolos, mas causa um desequilíbrio em relação as outras jogadoras.

“Ela está dentro da lei. Cumpriu todas as exigências da federação internacional e está jogando de forma legal, mas, em minha opinião, tem um desequilíbrio porque ela é muito forte comparada com as outras garotas. O gesto de ataque é masculino. A alavanca de ataque, tecnicamente falando, é diferente. As mulheres não têm aquela alavanca e isso dá uma diferença enorme. Acho que não cabe a mim julgar se a lei está certa ou não, mas acho que, hoje, tem um certo desequilíbrio”, declarou.

Algumas jogadoras, como Tandara, do Osasco, e ex-jogadoras, como Ana Paula, já demonstraram a sua manifestação contra a presença de Tiffany na competição. Segundo o jornal o ‘Estado de S. Paulo’, estaria havendo uma pressão para que a jogadora fosse excluída da competição.

Junto com Tandara, Tiffany é recordista de pontos em uma só partida da Superliga, com 39 pontos.

Bahia Notícias

Comentários: