Fiat Toro tem mecânica moderna com design único

Postado em 09/10/2017 8:05
fiat toro

Assim que chegou, o Fiat Toro já ganhou uma denominação chique: SUP, ou seja, Sport Utility Pick-up, para nós, uma picape utilitária esportiva. Tem porte de utilitário, robustez de picape, conforto de automóvel e muita tecnologia embarcada.

Também mostrou logo de cara um desenho que foge de tudo o que chamam de DNA da marca, já que não se parece em nada com outros carros das Fiat. Ainda bem, porque é muito bonito e tem um estilo único.

Mas o Fiat Toro não é bonito apenas por fora, por dentro, apesar de ser uma picape, reúne características de automóvel de luxo, pelo menos na versão que testamos, a topo de linha Volcano, equipada com motor turbodiesel e câmbio automático de nove velocidades. A versatilidade, porém, está em todas as versões, se encaixando bem para o trabalho ou lazer.

O que mais chama atenção no design é o conjunto óptico dianteiro, o que a Fiat chama de “olhos do touro” – Split Lightning – aí está a identidade da Toro, com iluminação de LED, é claro. Adotando o conceito Wrap Around, que envolve a carroceria, de maneira moderna e bastante fluida. Um modelo de cintura elevada, refletindo dinamismo por toda lateral até a traseira, que fecha com uma novidade, a tampa traseira dupla com abertura para as laterais.

Vamos ao que interessa: o conjunto mecânico, formado pelo motor turbodiesel 2.0 Multijet II, com 16 válvulas e injeção direta, é capaz de render 170 cv a 3.750 rom e torque de 37,5 kgfm a 1.750 giros. O conjunto conta com um sistema de fixação com coxins hidráulicos, para isolar contra ruído e as vibrações típicas dos motores diesel.

O veículo tem ótima dirigibilidade, muito por conta da direção com assistência elétrica, que poderia esterçar um pouco mais. Para garantir a segurança, o modelo conta com eletrônica nos controles de estabilidade e de tração. A transmissão é automática de 9 marchas com tração integral. Temos ainda um sistema que gerencia a transferência de torque para as rodas.

Para sair em uma subida, nem é necessário manter o pé no freio, já que o Hill Holder mantém o Fiat Toro imóvel até a arrancada. E no fora de estrada existe o auxílio do HDC (Hill Descent Control), que controla eletronicamente a velocidade em descidas íngremes em terrenos acidentados.

Outro destaque fica para o sistema robusto de suspensão, do tipo independente McPherson na dianteira e multilink na traseira, que mesmo carregado deixa a impressão de automóvel no lugar de picape. A caçamba é capaz de carregar 1.000 kg de carga e 820 litros de volume.

Por dentro, tudo de bom que um automóvel pode oferecer, espaço interno, conforto, acessórios fáceis de acessar, um volante multifuncional com borboletas para troca de marchas muito completo que acompanha o quadro de instrumentos em TFT 7” colorido e interativo. A Central Multimídia Uconnect Touch NAV 5” completa o pacote bem tecnológico do modelo.

R7

Comentários: